terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O homem de Taured



O homem que chegou no Japão aquele dia em 1954 certamente era um estranho numa terra estranha.  Sendo um ocidental no oriente, ele era mais alto do que a maioria dos japoneses que estavam no complexo do aeroporto de Tóquio.  Mas logo, os espantados agentes da aduana descobriram que o homem era mais do que somente um forasteiro em seu meio. 

O homem impossível era um estranho de um mundo estranho — um mundo que existiu em um outro universo!

Este incidente muito estranho ocorreu há quase 60 anos no Japão.  Partes da história foram relatadas durante a década de 1950 em vários livros que tratam de ocorrências estranhas.

Juntando tantos detalhes quanto possível (alguns desses podem ter sido perdidos para sempre), a lenda toma um aspecto misterioso e certamente qualifica como um possível encontro com os infinitos mundos do multiverso.

Vôo de lugar nenhum

O dia começou como qualquer outro para os homens e mulheres da alfândega japonesa.  Eles se inclinaram para seus superiores e tomaram seus lugares nos balcões das instalações, localizados próximos à área de desembarque do terminal internacional.

Mas o que começou normalmente logo se desenvolveu em um quebra-cabeças, e logo depois em assombro, quando um dos viajantes que havia vindo da Europa mostrou seu passaporte.

Seu documento de viagem mostrava que ele vinha de um país que ninguém havia escutado a respeito em seus carreiras.  Mesmo os agentes com mais tempo de serviço estavam frustrados pelo passaporte que, apesar de sua imparidade, parecia ser autêntico.

De acordo com o passaporte, o homem era de um país chamado Taured.
Eles colocaram o passageiro para o lado e o escoltaram para uma sala de interrogação a fim de entrevistá-lo enquando conferiam as informações por detrás.

O homem misterioso parecia caucasiano, disse que seu país ficava na Europa e carregava moeda oficial de vários países europeus em um a carteira grande e bem feita.

Confusão e raiva
Enquanto os agentes da alfândega estavam confusos, o sujeito ficava cada vez mais irado.  Ele alegava que estava no Japão a negócios e que já era sua a terceira viagem naquele ano.  Ele havia viajado para o Japão por mais de cinco anos e sua companhia era uma subsidiária de um conglomerado internacional que estava em crescimento.

Apesar de ter sido verdade que o passaporte do homem corroborava sua história, pois o documento continha muitos carimbos e vistos, nenhum registro deste país existia. 

E quando a companhia no Japão que ele alegava ter uma reunião agendada foi contactada, eles declararam categoricamente que nunca haviam escutado sobre o homem e tampouco da companhia que ele representava.

Igualmente intrigante eram os outros documentos do homem: ele carregava uma carteira de motorista emitida pelo seu país, mas o país não existia.  Ele também tinha uma carteira de motorista internacional, mas esta também era inválida.  Um talão de cheques continha cheques de uma conta de um banco desconhecido.

O hotel no qual o homem insistia ter feito reservas não tinha nenhum registro dele.
Verdadeiramente um estranho em um mundo estranho.

O homem falava várias línguas, inclusive japonês.  Ele disse que sua língua mãe era o francês e quando lhe foi mostrado um mapa do mundo ele pareceu ficar genuinamente chocado que seu país não estava lá.

Ele mostrou que Taured estava localizado onde o Principado de Andorra aparecia no mapa, entre a Espanha e a França.  Ele afirmava irredutivelmente que Andorra não existia e que seu país já tinha quase 1000 anos.

Teria o mundo todo enlouquecido?… ele deve ter pensado.  O aeroporto certo, no mundo errado.
 Horas se passaram e ao invés de obterem respostas esclarecedoras, o quebra-cabeças ficou ainda mais complicado.

Finalmente, o homem exigiu ver as autoridades governamentais. 
Após ser detido na sala de segurança do aeroporto por quase 8 horas, as autoridades japonesas ficaram com pena do homem. Eles o enviaram para um hotel próximo ao aeroporto com ordens para que ele esperasse até que uma decisão fosse alcançada sobre seu caso.

Desaparecimento

Dois agentes de imigração ficaram no hotel com ordens para não permitir que o homem deixasse seu quarto.  Após comer uma pequena janta fornecida pelo hotel, o homem sem país foi para seu quarto.
Os guardas mantiveram seus postos no corredor fora do quarto do hotel.  Em momento algum eles escutaram qualquer som vindo do quarto.

Na manhã seguinte os guardas descobriram que o homem havia desaparecido.  A única saída do quarto era pela porta que eles vigiavam e a única janela ficava muito acima de uma rua movimentada.

Os agentes aduaneiros e de imigração, bem como a polícia de Tóquio, deram início à uma busca intensa pelo incrível viajante, mas não obtiveram sucesso.

O homem de um país que não existia nunca foi visto novamente.
Tomara que tenha encontrado seu caminho de volta.






#Compartilhe:

5 comentários:

  1. Bom dia, eu já estive em Taured e não entendo porque você acha que o país não existe, fica entre a fronteira da França e Espanha. Não estou entendo nada.

    ResponderExcluir
  2. Vocês estão loucos, eu passo minhas férias em Taured todo ano

    ResponderExcluir
  3. ineXplicável é o nome do seu blog amiguinho

    ResponderExcluir
  4. Como sempre,os idiotas de plantão,sempre presentes.

    ResponderExcluir
  5. e o senhor é a prova viva disso Reinaldo.

    ResponderExcluir

© ...:::Mistérios Inesplicáveis:::... - Todos os Direitos Reservados - V@lensuelos Desenvolvimento Web - V@L3NSU3LOS